quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Existe um templo

O templo dos arcos, dos arcos profundos.
O templo dos seixos, dos seixos polidos.
O templo das luzes, das luzes claras.
O templo das ervas, das ervas perfumadas.
Simplesmente existe... Perfeito!

Concita
05/05/1992

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Humanidade humana

É a chuva?
Não é chuva,
São lágrimas
De Deus,
Porque a humanidade
Não é mais humana,
Também não é animal.
É uma pedra,
Pedra enorme,
Sem sensibilidade.
E a pedra vai rolando,
Rolando...
Se esfumaçando,
Se diluindo,
Até se tornar nada,
De onde surge
O homem novo.
E Deus não chora mais,
E a chuva se torna
Cristal,
Cristal leve, brilhante,
Transparente.
E o cristal veste
A humanidade.
Aí sim, a humanidade
É humana!

Concita
16/04/2016

quarta-feira, 4 de maio de 2016

Minha mãe














Minha mãe,
Doce lembrança
Da minha infância,
A quem recorria
Quer na dor,
Quer na alegria,
E dela sempre
Recebia um sorriso
De simpatia.
Minha mãe,
Doce lembrança
Da minha infância,
Quando, com ela
Aprendia,
A Ave-Maria.

Concita
10/05/1976

quinta-feira, 21 de abril de 2016

Árvore III



Árvore frondosa,
Galhos que se curvam,
Humildemente,
Beijando o chão.
Humildemente,
O chão agradece
A leveza, o carinho,
Que penetra
No seu coração!

Concita
20/03/2011

sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

Anjos do Natal

Anjo Azul, 
Silêncio, harmonia, paz, paz, paz...
Anjo Rosa, 
Alegria, cordialidade, amor, amor, amor...

Paz e amor neste Natal!


Concita
25/12/2015


Peças do acervo de Armando Farias

sábado, 12 de setembro de 2015

Ação!


Acender uma vela.
Apagar uma luz.
Plante uma semente
E verá uma luz!

Concita 
04/09/2015

domingo, 9 de agosto de 2015

Altino, altivo e altaneiro, um HERÓI verdadeiro por inteiro!



Neste Dia dos Pais, homenagem ao meu pai, 
Altino de Oliveira Cavalcanti, simplesmente um herói, e HERÓI com letras maiúsculas! Herói em todos os sentidos e em todas as dimensões. Saudades...



Direitos autorais

Os textos deste blog estão protegidos pela lei nº 9.610 de 19/02/1998. Não copie, reproduza ou publique sem mencionar os devidos créditos.